Ano Novo, vida nova!? Cinco dicas para cumprir as resoluções de 2019

0
41

Esses novos objetivos podem abranger desde ter um estilo de vida mais saudável, poupar dinheiro, ter um novo passatempo ou até terminar um relacionamento tóxico.

Quaisquer que sejam suas as resoluções de Ano Novo, há uma coisa de que não pode jamais prescindir – motivação.

Todavia, a mudança não é fácil. Apenas 8% dos indivíduos que fazem uma resolução de Ano Novo conseguem realmente atingir a meta proposta, de acordo com um estudo da Universidade de Scranton, nos Estados Unidos. Mas não tem de ser assim consigo.

Eis cinco formas simples, de acordo com um levantamento realizado pela BBC News, de tentar evitar o fracasso e aumentar as chances de cumprir as suas resoluções durante todo o ano. Boa sorte!

1. Seja realista

Definir metas realistas aproximá-lo-á do sucesso. Muitas vezes definimos metas desproporcionais “sob a falsa suposição de que podemos ser uma pessoa completamente diferente no novo ano”, diz a psicoterapeuta Rachel Weinstein.

Com objetivos simples de início, poderá depois partir para resoluções mais difíceis. Por exemplo: compre uns ténis e faça corridas curtas antes de se comprometer com um percurso de 10 km.

2. Seja específico

Geralmente, definimos metas sem um plano concreto para as executar. Mas é importante atentar nos detalhes.

Dizer “vou ao ginásio à tarde, às terças-feiras e nas manhãs de sábado” tem mais hipóteses de ser algo bem-sucedido do que simplesmente dizer “vou mais ao ginásio”, segundo o professor Neil Levy, da Universidade de Oxford, no Reino Unido.





3. Procure apoio

Contar com outras pessoas que tenham os mesmos objetivos pode ser uma ótima fonte de motivação. Tal pode significar comprometer-se a ir a uma aula de yoga com um amigo, por exemplo.

Tornar públicos os seus compromissos também ajuda a que se sinta mais empenhado em cumpri-los.

John Michael, filósofo da Universidade Warwick, no Reino Unido, estuda os os fatores sociais envolvidos na criação e manutenção de compromissos.

O professor diz que estamos mais propensos a manter resoluções se conseguirmos vê-las como relevantes também para outras pessoas – ou seja que “o bem de outras pessoas está em jogo” se eventualmente falharmos.

4. Supere o fracasso

Quando as coisas se dificultam e falha, tire um momento para reavaliar e continue na sua demanda. Quais foram os obstáculos que enfrentou? Quais as estratégias que se revelaram mais eficazes? Quais foram menos? Seja honesto consigo mesmo e celebre até o menor sucesso.





5. Alinhe a sua resolução com metas de longo prazo

As melhores resoluções são aquelas que contribuem para uma meta a longo prazo para si mesmo, ao invés de fazer promessas vagas e ambiciosas, de acordo com a psicóloga comportamental Anne Swinbourne.

Se nunca demonstrou interesse em desporto, é improvável que se torne um atleta. “As pessoas que contam apenas com força de vontade falham”, diz ela.

Então, uma vez que tenha um objetivo que lhe interesse ou estimule, trace com um plano detalhado desde o primeiro dia. E não tenha medo de pedir ajuda para enfrentar os obstáculos ao longo do caminho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here